terça-feira, 25 de outubro de 2016

Mulher raptada pelo ex passou quase 20 horas sendo violentada, diz polícia


Caso foi registrado na cidade de Marcolândia, região Sul do estado. Vítima foi encontrada em Pernambuco bastante machucada e abalada.

Mulher sofreu agressões fícias e psicológicas (Foto: Divulgação/ PM)

Policiais civis e militares conseguiram encontrar no início da noite da segunda-feira (24) a mulher que havia sido raptada pelo ex-companheiro na cidade de Marcolândia, Sul do Piauí. Segundo o tenente Francisco de Assis da Silva, comandante do Grupamento da Polícia Militar, a vítima de 22 anos foi abandonada pelo suspeito na cidade de Araripina, no estado de Pernambuco. Conforme a polícia, a mulher ficou quase 20 horas sofrendo violência psisológica e física.

“O suspeito se comunicava direto com uma irmã dele e através disso conseguimos fazer uma negociação, pois estávamos preocupados com a vida da vítima, já que o jovem estava armado com um facão. Depois de muita conversa conseguimos fazer com que ele a deixasse em algum lugar. A mulher foi encontrada na cidade de Araripina”, disse.

Ainda de acordo com o tenente, a mulher estava bastante machucada e abalada com o que aconteceu. “Ela tem vários hematomas pelo corpo e foi encontrada quase do mesmo jeito que foi levada de casa, apenas com uma calcinha e uma jaqueta. Isso foi muito constrangedor para ela, que é mãe de três filhos de outros relacionamentos”, afirmou.

Conforme relatos da vítima, as brigas com o ex-companheiros e ameaças começaram por ele não aceitar o fim do relacionamento.

Após abandonar a mulher, o suspeito conseguiu fugir do cerco policial, mas equipes estão em campo na tentativa de capturá-lo.

Entenda o caso

A mulher de 22 anos foi raptada na cidade de Marcolândia, a 410 km ao Sul de Teresina, por um jovem de 19 anos que seria seu ex-companheiro. Segundo o tenente Francisco de Assis da Silva, o fim do relacionamento do casal teria sido a motivação para o crime.

A polícia informou ainda que a mulher foi retirada de dentro de sua residência pelo suspeito apenas de roupa intima. Na tentativa de impedir que a filha fosse levada, a mãe ainda tentou segura-la pela, mas também foi ameaçada e agredida com um facão.

Ellyo TeixeiraDo G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...