sexta-feira, 20 de maio de 2016

Polícia apreende 37 kg de crack e prende duas pessoas em Teresina


Segundo a polícia, a droga era adquirida no valor de 600 mil reais e seria vendida no valor de aproximadamente quatro milhões.


Uma ação conjunta entre policiais da Delegacia de Entorpecentes (Depre), Força Tarefa, Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Piauí e do Batalhão de Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais (BPRONE), resultou na apreensão de cerca de 37 kg de crack avaliado em quase quatro milhões de reais, na zona leste de Teresina.

Imagem: Divulgação/SSP-PI

Operação da polícia resulta em apreensão de drogas e prisõesSegundo a polícia, a droga era adquirida no valor de 600 mil reais e seria vendida no valor de aproximadamente quatro milhões. 

O entorpecente oriundo do exterior era repassado a vários estados do País até chegar no Piauí. Dois homens foram presos durante a ação.

Imagem: Divulgação/SSP-PIMaterial apreendido

De acordo com o delegado Menandro Pedro, coordenador da Depre, em uma residência na Vila Santa Bárbara foi preso Aloísio de Sousa de Carvalho, 37 anos, e com ele foi apreendido aproximadamente 36 kg da droga, um carro e uma motocicleta. Em outra casa, no bairro Árvores Verdes, foi preso Carlos Alberto de Araújo, 55 anos, e com ele foi encontrada cerca de 1 kg de crack.

Imagem: Divulgação/SSP-PI

Aloísio de Sousa Carvalho, 37 anos“Por volta de 13h:30 da tarde identificamos o primeiro elemento, o Aluísio, saindo de sua residência e indo para uma outra residência. Chegando lá, ele pegou um embrulho e adentrou na sua casa. Quando vimos isso, cercamos a casa do Aluísio e arrebentamos a porta. Lá foi encontrada uma pequena quantidade em dinheiro e uma porção de droga. Com o trabalho de Inteligência, conseguimos identificar onde ele escondia o restante da droga, e foi repassado o endereço da casa da cunhada dele, a droga estava dentro de uma mala e foi preso o outro traficante”, relatou o delegado.

Conforme o secretário de Segurança, Fábio Abreu, que também participou da operação, os policiais chegaram aos locais através de denúncia recebida pelo aplicativo Depre. “Uma denúncia pelo aplicativo Depre nos levou até esses lugares”, contou.

Imagem: Divulgação/SSP-PI
Carlos Alberto de Araújo, 55 anos
BRUNA DIAS E BRUNNO SUÊNIO, DO GP1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...