domingo, 5 de julho de 2015

Escola construída na gestão de Kim do Caranguejo ameaça cair e o Ministério Público vai analisar o caso




Ex-prefeito de Luís Correia Francisco Araújo Galeno / Foto: Divulgação


O Ministério Público já foi acionado na última semana para apurar o caso da Escola Municipal Professora Carmosina Martins da Rocha localizada no Bairro Coqueiro da Praia, ela foi construída na gestão do ex-prefeito Francisco Araújo Galeno também conhecido como Kim do Caranguejo. Construída há pouco mais de 4 anos, a escola já apresenta rachaduras que comprometem a edificação.





O que chama a atenção, é, que não há registros de nenhuma escola construída com o mesmo período, que apresente situação parecida, onde um valor alto, considerado suspeito de acordo com a denúncia, e que apresente tantas falhas. A escola padrão com 08 salas teve seus recursos investidos do FUNDEB através do Projeto/Atividade 1003/1038, que foram repassados para a prefeitura na gestão de Kim do Caranguejo.





A atual situação da escola, é uma afronta à inteligência dos moradores de Luís Correia, que tiveram seus impostos investidos na obra, que sequer durou 5 anos para receber a primeira manutenção. Revoltados com a situação, os pais enviaram para a Secretaria Municipal de Educação, um pedido de intervenção urgente.


Os pais temem que uma das salas de aula desabe, a exemplo do muro que caiu recentemente, aumentando a preocupação de alunos e profissionais da educação. A Secretária Municipal de Educação Jalma Guimarães levou a reivindicação dos pais para a prefeita Adriane Prado. A prefeita se comprometeu em resolver o problema apresentado e destacou que medidas judiciais serão tomadas para punir os verdadeiros culpados pela situação da escola Carmosina Martins da Rocha “Nós cuidaremos de tomar as providências para evitar que a situação da escola complique; mas também acionaremos na justiça os culpados pela situação” destacou Adriane.




Prefeita Adriane Prado (PP), assina documento para resolver o problema da escola deixada pelo seu antecessor


Caso seja confirmada a ilegalidade e o mal uso dos recursos da educação, no contrato feito na gestão de Kim do Caranguejo. Ficará clara a falta de respeito com o dinheiro público, principalmente na área da educação. É como se alguém construísse uma casa, com materiais de péssima qualidade, e em 4 anos a construção começasse a apresentar falhas. O que pensar dessa situação? O Ministério Público dará em breve uma resposta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...