sábado, 25 de agosto de 2018

REVISTA VEJA - Petista busca reeleição no Piauí aliado a 5 partidos pró-impeachment


Coligado com cinco partidos cuja maioria dos parlamentares votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff (PT), o governador petista Wellington Dias ganhou nestas eleições o apoio do artífice do afastamento da ex-presidente: o MDB de Michel Temer. Dias lidera as pesquisas de opinião no Piauí com larga diferença sobre os demais candidatos.

Em 2014, ele bateu o candidato emedebista, José Filho, ainda no primeiro turno, com 63% dos votos (Filho, segundo colocado, teve 33%). Neste ano, o petista agregou à sua campanha, além do MDB, outras quatro legendas que votaram em maioria para destituir a ex-presidente: PP, PTB, PR e PSD. Em sua coligação, apenas PCdoB e PDT mantiveram-se, majoritariamente, fiéis ao PT na defesa de Dilma.

O apoio a Wellington Dias pelo PP, partido da vice de Geraldo Alckmin (PSDB) na corrida presidencial, Ana Amélia, foi definido pelo próprio presidente da sigla, o senador Ciro Nogueira, que concorre à reeleição no Piauí. Em 2014, os dois partidos já estavam coligados no estado. Nogueira já afirmou publicamente que votará em Lula caso a candidatura do ex-presidente seja autorizada pela Justiça.

O atual governador tem 47% das intenções de voto, segundo levantamento do Ibope divulgado em 21 de agosto. Em seguida, aparecem Dr. Pessoa (Solidariedade), com 13%, e Luciano Nunes (PSDB) e Elmano Férrer (Podemos), com 6% cada um. Fábio Sérvio (PSL) e Valter Alencar (PSC) marcaram 2%, cada um, e Luciane Santos (PSTU) e Sueli Rodrigues (PSOL), 1%, cada uma. Maria de Lourdes (PCO) e Romualdo Seno (DC) não foram citados. Brancos e nulos somam 13%; 9% não souberam ou não responderam.

Segurança nas eleições


Nestas eleições, o Piauí terá a presença da Força Nacional em quase metade de seus municípios para garantir a segurança durante as eleições. A Justiça eleitoral autorizou o envio das tropas públicas para 114 cidades do estado (de um total de 224), atendendo a pedido de juízes das zonas eleitorais. A decisão ocorre devido à falta de policiamento nessas localidades.

Pesquisa Ibope, divulgada em 21 de agostoWellington Dias (PT) – 47%
Dr. Pessoa (Solidariedade) – 13%
Elmano Férrer (Podemos) – 6%
Luciano Nunes (PSDB) – 6%
Fábio Sérvio (PSL) – 2%
Valter Alencar (PSC) – 2%
Luciane Santos (PSTU) – 1%
Sueli Rodrigues (PSOL) – 1%
Branco/nulo – 13%
Não sabe/não respondeu – 9%

Pesquisa: PI-04617/2018. Realizada entre 15 e 21 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais e a margem de confiança, de 95%.

Conheça os candidatos ao governo do Piauí:


Dr. Pessoa (Solidariedade), médico
Vice: Vanessa Tapety (PTC)
Coligação: Solidariedade, PMN, PRB, PPL, PTC
Elmano Férrer (Podemos), senador
Vice: Luiz Ayrton (PV)
Coligação: Podemos, Avante, Patriotas, Rede, PPS, PV, PRP, PHS
Fábio Sérvio (PSL), empresário e jornalista
Vice: Carlos Pinho (Pros)
Lourdes de Melo (PCO), professora
Vice: Cloves José dos Santos (PCO)
Luciane Santos (PSTU), professora
Vice: Tiberio Cesar (PSTU)
Luciano Nunes (PSDB), advogado e deputado estadual
Vice: Cassandra Nunes (DEM)
Coligação: PSDB, PSB, DEM
Romualdo Sena (DC), advogado e professor
Vice: Marcio Luiz (DC)
Sueli Rodrigues (PSOL), advogada e professora
Vice: Chiquinho da Luta (PSOL)
Coligação: PSOL, PCB
Valter Alencar (PSC), ex-juiz do TRE
Vice: Raimundo Filho (PSC)
Wellington Dias (PT), governador do Piauí
Vice: Regina Sousa (PT)
Coligação: PT, MDB, PP, PTB, PCdoB, PR, PDT, PSD
Fonte: Veja.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...