quarta-feira, 21 de março de 2018

Idosas denunciam maus tratos de filho e neta no Piauí, delegacia apura

Delegada Daniela Barros disse que hoje serão visitados cerca de 20 locais alvos de denúncias, mas há mais de 200 casos sob investigação.

Delegada e equipe fizeram visita a locais alvos de denúncia de maus tratos contra idosos (Foto: Junior Feitosa/G1)


A Delegacia do Idoso de Teresina realiza nesta quarta-feira (21) visitas a locais alvos de denúncias de maus tratos contra idosos. Ao todo, segundo a delegada titular da especializada, Daniela Barros, no total a delegacia possui 200 denúncias para serem investigadas. Hoje, cerca de 20 casos serão apurados e entre eles duas idosas que denunciaram filho e neta por agressões e ameaças.





"Hoje estamos fazendo uma fiscalização ampla com equipes em toda a cidade. As denuncias são, em maioria, sobre maus tratos e violência, abandono. De acordo com o que for encontrado pode resultar em procedimentos criminais, inquéritos ou prisões. Atualmente estão sendo verificadas as denuncias mais recentes e em 80% dos casos os agressores são filhos das vítimas", declarou a delegada.


Para auxiliar a polícia, qualquer pessoa pode ligar para o Disque 100 ou para a Delegacia do Idoso no número 3216-5251.



Delegada Daniela Barros comanda as investigações (Foto: Junior Feitosa/G1)


Filho ameaça a mãe
O G1 acompanha a ação e, em um dos locais visitados no bairro Cabral, Zona Norte da cidade, o filho de uma idosa foi notificado e terá de comparecer à delegacia nos próximos dias para prestar esclarecimentos.


"A mãe procurou o apoio da delegacia e contou que quando o filho chega embriagado coloca ela em perigo e faz ameaças de morte. Ele foi intimado e, caso continue com esse comportamento, será providenciado o afastamento dele", explicou.


Maria de Lourdes Franco, 67 anos, disse que procurou a Delegacia do Idoso após diversas ameaças e agressões vindas do filho. Ela contou que se sente desprotegida e deseja que o homem de 27 anos pare com o comportamento agressivo.



Maria de Lourdes contou que vive com medo do filho (Foto: Junior Feitosa/G1)


"Quando ele não bebe, é uma ótima pessoa. Mas quando bebe eu não sei o que faço. Eu vivo com medo, quero providências, já fui no Ministério Público e fiz tudo que foi pedido", disse Maria de Lourdes.


Avó denuncia neta adotiva
Em outro local investigado, no bairro Mafrense, Zona Norte, uma neta adotiva faz ameaças à avó, Andrelina de Sousa, 72 anos, para conseguir dinheiro. Segundo a vizinha Floripe Lustosa, aposentada, é comum a mulher chegar em casa com usuários de drogas e relata que a idosa sofre agressões.



Delegada ouviu sobrinha denunciada por maus tratos e a intimou a depor (Foto: Junior Feitosa/G1)


Andrelina Sousa cuida de um rapaz autista que recebe aposentadoria. Ela contou à delegada que a neta lhe faz gastar quase todo o seu dinheiro e faz ameaças de morte, além de quebrar móveis e eletrodomésticos em momentos de fúria.


Segundo a delegada, a jovem contou que está grávida e alegou que não usa drogas, mas é alcoólatra. Confessou que é agressiva, mas chorou quando ouviu que pode ser presa e perder a guarda dos filhos. A jovem foi intimada e será ouvida na Delegacia do Idoso.


Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...