quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Moradores do Campestre pedem água e são obrigados a andar mais de 3 km para conseguir água



Os moradores do Povoado campestre estão vivendo uma situação caótica devido á falta de água e ao descaso e abandono por parte da prefeitura.

A ex-prefeita Adriane Prado fez um sistema de abastecimento com água na torneira para todas as famílias do povoado, porém a bomba queimou e a prefeitura não consertou. Os moradores fizeram uma vaquinha, no valor de R$350,00  , mas mesmo assim, o conserto da bomba não foi bem feito e queimou novamente.

O prefeito continua se recusando a consertar a bomba e não manda carro pipa para abastecer o povoado.

Também por falta de água, a UE e a UBS reformada e ampliada , que conta com modernos equipamentos odontológicos e consultórios médicos estão fechados e empoeirados, deixando a população do Campestre completamente abandonada e sofrendo sem nenhuma assistência.

Moradores estão sendo obrigados a andar mais de 3 km atrás de água. É uma vergonha o que está acontecendo em nosso interior.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...