sábado, 12 de agosto de 2017

Prefeito consegue aumentar em mais de 100 por cento os casos da chikungunya em Luis Correia



Saúde alerta municípios após aumento de 103,9% dos casos de chikungunya. Luís Correia e Cajueiro estão entre elas.

"Isso é o reflexo de uma secretaria de saúde administrada por um secretario fruto do nepotismo, que não tem nenhuma competência e inteligencia para ocupar o cargo. Também mostra o medo que o gestor tem de mexer com a família nepotismo. Que tipo de favor o gestor deve para essa família que o impede de trocar o secretário por um mais sério e competente? Quem paga o leite ( ops, o pato) é o povo ! " nota do editor.

Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) vem reforçando o alerta aos municípios sobre o aumento dos casos de chikungunya. Os números subiram 103,9% em relação ao ano passado, que deixam o estado em alerta.



Segundo o supervisor de controle da dengue, Antônio Araújo, os números de casos vêm crescendo assustadoramente e isto já era previsto, por se tratar de uma doença nova. Ele destacou que toda a população está suscetível ao contagio e infelizmente a expectativa é de aumento.

"Pesquisas realizadas em maio mostraram muitos municípios em situação de risco, com infestação muita alta de mais de 4%. Tiveram municípios com 15% dos seus imóveis com presença de foco de mosquito", comentou o supervisor.

Para Antônio Araújo, a população precisa ajudar o serviço público no combate ao mosquito. No Piauí, 10 municípios estão em situação de risco (de epidemia), 75 em estado de alerta e 119 em situação satisfatória, devido à incidência do Aedes aegypti.

"As cidades com maiores índices de casos de chikungunya são Cajueiro da Praia, São Raimundo Nonato, Várzea Branca, Arraial e Luís Correia. A Secretaria pretende notificar os municípios omissos em prestar informações ao Ministério da Saúde sobre os casos de infestação do mosquito", acrescentou o supervisor. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...