quarta-feira, 17 de maio de 2017

Planalto emite nota onde nega que o presidente tenha feito pagamento para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha




O Palácio do Planalto divulgou uma nota na noite dessa quarta-feira (17), onde nega participação do presidente Michel Temer em pagamento para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.


Nota diz que o presidente encontrou o empresário Joesley Batista mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente. E que o presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa.


Veja a nota na integra:


Nota à Imprensa


O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.


O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.


O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...