sábado, 11 de março de 2017

Prefeitura lança edital de "seletivo" sem chamar os concursados, que pedem atitude do Ministerio Público

Segundo inúmeras denúncias, a Prefeitura de Luis Correia lança edital de teste seletivo sem necessidade, já que foi realizado um concurso público no ano passado e muitas das vagas oferecidas deveriam ser preenchidas pelos aprovados no concurso.

O caso mais grave seria dos professores aprovados, que esperam serem chamados e a Secretaria insiste em realizar o seletivo. Enquanto isso, inumeras escolas no interior padecem sem professores e alunos ficam sem aula, sem merenda, sem transporte. É uma vergonha e uma falta de respeito com os alunos, mães, pais e principalmente eleitores que acreditaram nas falsas promessas feitas em campanha. 

A vice prefeita e seu marido vereador são os primeiros a dizer amém as irregularidades da administração, uma vez que se beneficiam diretamente com a prática de nepotismo, empregando inúmeros parentes diretos, como fliho, sobrinhos e primos em diversos cargos espalhados na cidade e no interior.

Os professores concursados se reuniram com o Promotor que prometeu pedir explicações ao prefeito. Já o povo por outro lado usa o blog para pedir providências do Ministério Publico acerca das diversas irregularidades da administração e principalmente dos casos de nepotismo vistos na Secretaria de Educação e Secretaria de Saúde. Basta uma visita do Ministerio Público para que todas essas irregularidades feitas a vista de todos sem medo de punição sejam percebidas.

Em Buriti dos Lopes aconteceu um caso semelhante ao visto em Luis Correia sobre o seletivo. Veja como foi :

"Prefeito “atropela” a Lei e lança processo seletivo mesmo com concurso público vigente no Município

O Ministério Público e a Justiça deverão pedir a suspensão do processo seletivo lançado pelo atual gestor e que o mesmo convoque os aprovados e classificados no concurso público vigente.

A Prefeitura Municipal de Buriti dos Lopes, através do prefeito Raimundo Nonato Lima Percy Júnior, o Júnior Sardinhão (PTB), resolveu “atropelar” a Lei e lançou recentemente o edital para a realização de um processo seletivo para mais de 90 vagas. Mesmo com um concurso público em vigência dentro do Município, o gestor buritiense resolveu abrir vagas para cargos que estiveram presentes no último certame, dentre eles, professor, vigia, merendeira, motorista e auxiliar de serviços gerais.

Além do mais, Júnior Sardinhão, afastou dezenas de servidores concursados no seu primeiro dia de mandato com uma das argumentações de que o Município não teria condições de arcar com as despesas dos nomeados à época. Recentemente o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) e o Ministério Público determinaram que todos os servidores afastados fossem reintegrados aos seus postos de trabalho. Mas, até o momento, o “mandatário” de Buriti dos Lopes não cumpriu a determinação. A expectativa é que o Ministério Público e a Justiça peçam a suspensão do processo seletivo lançado pelo atual gestor e que o mesmo convoque os aprovados e classificados no concurso público vigente. O MP deverá se manifestar já na próxima semana."

Muitas dúvidas pairam sobre esse seletivo e sua transparência. Boatos correm na cidade que as vagas oferecidas já estão preechidas e que o seletivo é apenas para beneficiar os apadrinhados da gestão. Outro fato curioso é que um vereador da situação dias antes do lançamento do edital oficial já disponibilizava em sua rede social um rascunho mostrando as vagas do seletivo. Será que vão divulgar o gabarito também antes da prova??





por Daniel Fossey

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...