terça-feira, 29 de novembro de 2016

JUSTIÇA ELEITORAL PODERÁ IMPEDIR DIPLOMAÇÃO E POSSE DE CANDIDATOS EM CAJUEIRO DA PRAIA-PI



A 91ª promotoria eleitoral de Luis Correia apura supostas infrações cometidas por candidatos, o que poderá impedir a diplomação e a posse dos candidatos eleitos.



Em Cajueiro da Praia há vários procedimentos instaurados pela Promotoria Eleitoral devido a representações apresentadas contra candidatos que supostamente infringiram a lei eleitoral nas eleições ocorridas em outubro.

O Prefeito eleito, Girvaldo Albuquerque, bem como os candidatos a vereadores João Pedro Carvalho(PP), José Maria Feitosa(PRB), Denis Pescados(PRB), Nathalia do Luciano(PRB), Dona Silvia(PRB), são candidatos eleitos que estão sendo investigados pela promotoria após representação apresentadas;

Segundo consta nos procedimentos, contra os candidatos eleitos Denis Pescados(PRB), Nathalia do Luciano(PRB) e Dona Silvia(PRB) foram supostamente utilizados matérias gráficos(santinhos) com valores muito abaixo do mercado pela quantidade apresentada á Justiça Eleitoral, o que poderia caracterizar doação da empresa que confeccionou a propaganda, prática vedada pela Lei eleitoral;

Já contra o candidato eleito ao cargo majoritário Girvaldo Albuquerque há em tramite uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral onde se investiga o abuso do poder econômico e a compra de votos por parte do Prefeito eleito, este juntamente com seu candidato a vice já foram notificados e apresentaram defesa;

Contra o candidato Jose Maria Feitosa há nos autos da ação eleitoral supostos indícios tambem de compra de votos, o que poderia inviabilizar a diplomação e posse do candidato;

Outro candidato eleito, o jovem João Pedro Carvalho(PP), fora representado a Justiça Eleitoral por omitir na prestação de contas informações de locação de um veiculo, fazendo constar como se fosse doação, quando na verdade havia locado o veículo, cometendo fraude contra a Justiça Eleitoral.

Por ironia do destino o vereador eleito João Pedro Carvalho, que fora eleito em palanque adversário ao Prefeito investigado, em poucos dias já havia mudado de lado, e agora é acusado de omitir informações a Justiça Eleitoral , podendo ser impedido de assumir o cargo;

Caso não seja diplomados ou não tomem posse, haverá uma grande mudança na conjuntura política de Cajueiro da Praia, tendo em vista que poderão assumir até dois suplentes da Coligação da candidata a Prefeita Vânia Ribeiro, a atual vereadora Britinha(PSD) e o Jovem Danielzinho(PSB);

Em breve a Justiça terá de decisão do casos sub judice, já que a diplomação ocorre no dia 16 de dezembro de 2016.

A movimentação nos últimos dias é intensa de ambos os grupos políticos, cada um correndo para seus padrinhos políticos. Dizem até que tem um lado que está gastando com um advogado de Teresina algumas cifras milionárias, tendo em vista que o jurista possui muita influencia, além de um dos lados ter uma amizade com o judiciário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...