segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Sesc Praia em Luis Correia sedia formação do Proerd







O Sesc Praia, em Luís Correia, está sediando o curso de Formação de Instrutores do Programa Estadual de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), realizado de 17 a 28 de outubro, no Centro de Convenções do Sesc Praia. Mais de 30 policiais militares do Piauí e de Pernambuco participam do curso de formação.


O major da PM de Pernambuco, Jairo Freitas também participa do curso. A formatura dos novos instrutores do Proerd será nesta sexta-feira (28).


Considerado um programa modelo no combate às drogas e à violência, o Proerd funciona no Piauí desde 2002. É coordenado no Piauí pela major Elizete Lima. Foi trazido dos Estados Unidos, implantado na década de 1980. Iniciado no Brasil pelo Rio de Janeiro e expandido para todo o país a partir dos anos 2000.


O programa tem como base o DARE (Drug Abuse Resistance Education). Foi criado pela professora Rutty Hellen em conjunto com o Departamento de Polícia de Los Angeles (EUA), em 1993.


Presente em 58 países, o Proerd é desenvolvido nas escolas públicas e particulares para alunos do 5º ao 7º anos do ensino fundamental. Há também o Proerd Kids para alunos da educação infantil e o Proerd Pais, com atividades ministradas por policiais militares treinados e preparados para desenvolver o lúdico através de metodologia especialmente voltada para crianças, adolescentes e adultos.


“O objetivo é transmitir uma mensagem de valorização à vida, e da importância de manter-se longe das drogas e da violência”, explica a major Elizete Lima. No Proerd pais é reforçada a importância da amizade e supervisão dos pais com os filhos.


As atividades do Proerd nas escolas têm duração de quatro meses. Após o curso as crianças recebem o certificado do Proerd, ocasião em que prestam o compromisso de manterem-se longe das drogas e da violência.


Sobre o Proerd

O programa é pedagogicamente estruturado em lições, ministradas obrigatoriamente por um policial militar fardado, que além da sua presença física em sala de aula como educador social, propicia um forte elo na comunidade escolar em que atua, fortalecendo o trinômio: Polícia Militar, escola e família. O programa oferece linguagem acessível, desenvolvendo atividades interativas com a participação de grupos em aprendizado cooperativo. As atividades são projetadas para estimular os estudantes a resolverem os principais problemas na fase em que se encontram vivendo.


Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...