quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Esclarecimento da Seduc sobre salários atrasados dos professores



O dia 16 de agosto de 2016 foi um dia histórico para o município Luís Correia, nesta data, profissionais da educação, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí (SINTE-PI) e representantes do poder público municipal se reuniram no Fórum da cidade para negociar um acordo sobre a agenda de pagamentos da remuneração dos servidores da educação do município.

Todavia, Luís Correia vive tempos de intensa disputa política, e em função das eleições municipais, a ação de pseudoprofisionais da comunicação tem funcionado como veículo de irradiação de calúnias e inverdades que devem ser por nós responsavelmente corrigidas e desmentidas.

Primeiramente é importante destacar que não houve tomada de nenhuma decisão por parte do judiciário, pois o Juiz de Direito da Comarca de Luís Correia eximiu-se do direto de decidir sobre caso, tendo em vista a disponibilidade e boa fé da atual gestão municipal em sentar-se junto ao SINTE e aos profissionais de educação para juntos entrarem em acordo acerca da data base de recebimento das remunerações. O que houve, portanto foi um acordo coletivamente deliberado, e não uma imposição judicial.

É útil destacar que diferentemente de outras gestões em que tanto sindicalistas como profissionais esperavam longas horas para serem atendidos, ou era recebido com porta na cara, a atual gestão sempre manteve um canal respeitoso de comunicação tanto com o SINTE quanto com os professores e funcionários administrativos da educação.

A relação de respeito que a atual gestão mantem para com os profissionais da educação deste município pode ser facilmente comprovada mediante a agenda de formação continuada desenvolvida, rotina de supervisão nas escolas, as rápidas respostas para requerimentos de mudança de classe e nível, compromisso com a merenda e transporte, dentre outras demandas atendidas.

Em relação a possíveis atrasos, é público e notório a grave crise econômica que o país enfrenta. Neste período tenebroso todo planejamento parece ser precário, pois os repasses são imprevisíveis e caem vertiginosamente. Desta maneira, o acordo realizado entre a gestão e a classe trabalhadora da educação representa uma síntese razoável e desde já a atual gestão engendra esforços para cumpri-lo, pois o cumprimento deste acordo é uma forma de reforçar mais uma vez o compromisso dos gestores com os profissionais da educação do município.

A atual gestão parabeniza a todos os profissionais da educação que estiveram presentes no Fórum. Como destaca Paulo Freire, educar é um ato político, e a participação dos profissionais neste momento é uma importante demonstração de cidadania e exercício de democracia. Com profundo respeito enaltecemos a participação da classe.

Em relação a rumores de que desde 1968 os profissionais da educação nunca recorreram judicialmente para garantia de seus direitos, ao tempo em que desmascaramos essa calúnia, também parabenizamos o SINTE e a classe trabalhadora da educação, por nunca terem se mantido apáticos em relação à supressão de quaisquer direito. Pelo contrário, sempre houve adesão participação e conclamação de greves, paralisações, inclusive nacionais, intervindo ou não judicialmente.

Por fim, e nestes momentos que ganhamos força enquanto classe trabalhadora. A atual gestão municipal acredita que de fato apenas por meio da coletividade estaremos construindo uma educação de qualidade para todos os filhos de Luís Correia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...