sábado, 9 de julho de 2016

Violência contra mulher: Foi agredida, expulsa de casa e demitida por acusação de traição


Denúncia chegou a nossa redação envolvendo agressão e difamação contra mulher e acusa também uma rede de supermercados parnaibana onde a agredida trabalhava na Rua Pedro Segundo no centro, e foi demitida após as acusações que partiram do seu esposo e agressor.



De acordo com a denúncia o esposo agrediu sua mulher e a expulsou de casa na quarta-feira (06/07) e no dia seguinte foi até o trabalho dela denegrir sua imagem, sobre uma suposta traição com outro funcionário. A direção solicitou sua presença no mesmo dia (07/07 sua folga) para uma reunião sobre o caso e não apresentou nenhuma prova e nada foi decidido, mas ao retornar de sua folga, na manhã desta sexta- feira (08/07) trabalhou normalmente e à tarde o supermercado deu sua carta de demissão, sem apresentar justa causa, remetendo aos fatos.



Ela contou ainda para nossa reportagem que após discutir com seu esposo, o mesmo tentou jogar ela na rua despida, mas ela consegui se vestir rapidamente e mesmo assim, ele a expulsou de casa juntamente com sua enteada menor de idade. “O caso está nas mãos da delegada Maria de Jesus Pereira Bastos e medidas judiciais serão tomadas para que a lei seja obedecida, tenho uma filha para sustentar e fui expulsa de casa por agressão e ainda perdi meu emprego, quero justiça”. Disse a denunciante. Na tarde desta sexta-feira (08/07) que foi demitida ela informou que vai mudar seu depoimento mediante os fatos ocorridos pós agressão.


Não conseguimos contato com o acusado que é gerente de núcleo em uma " Mega loja de eletrodomésticos" situada na Av. Pinheiro Machado em Parnaíba. Pessoas ligadas ao casal disseram não saber o paradeiro do acusado que chegou a ser procurado pela polícia. O caso segue sob investigação na delegacia da mulher.
Edição: Blog do Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...