domingo, 12 de junho de 2016

Atirador abre fogo em boate gay em Orlando

Incidente ocorreu em Orlando às 3h (horário de Brasília) deste domingo. Segundo a polícia, cerca de 20 morreram e 42 ficaram feridos.

WANESSA GOMMES, DO GP1
Na madrugada deste domingo (12), um atirador entrou na boate LGBT Pulse em Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos, e abriu fogo. Pelo menos 50 pessoas foram mortas, outras 50 foram levadas a hospitais da região. 

Segundo o G1, o agressor, que foi identificado como Omar Saddiqui Mateen, morreu durante uma troca de tiros com a polícia, no caso que está sendo investigado pelo FBI como um possível ataque terrorista doméstico. A policia de Orlando informou que foi chamada por volta das 2h (3h de Brasília) e, quando agentes chegaram à boate, houve troca de tiros do lado de fora e o atirador voltou para dentro e fez reféns.
Imagem: Phelan M. Ebenhack/AP PhotoPolicial orienta família a ficar longe da boate alvo do atirador em Orlando, nos Estados Unidos(Imagem:Phelan M. Ebenhack/AP Photo)Policial orienta família a ficar longe da boate alvo do atirador em Orlando, nos Estados Unidos
De acordo com informações da polícia, o atirador tinha duas armas - um rifle e um revólver - e estava muito bem preparado para a situação. Pouco antes de anunciar a morte do atirador, a polícia informou que havia realizado uma "explosão controlada" em frente à boate, sem dar detalhes.

O Corpo de Bombeiros também deslocou uma equipe de desativação de artefatos explosivos, indicou o jornal local "Orlando Sentinel". O atirador tinha um dispositivo suspeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião. Ela é muito importante para nós...